Se você tem uma câmera profissional ou semi-profissional ajustável e começou a sentir que o modo automático não o está dando os resultados que você gostaria, está na hora de começar a programar manualmente as funções da sua câmera. Mas por onde começar?

Antes de partir para a programação manual das configurações da sua máquina, é essencial que você se sinta confortável com os ajustes automáticos e aprenda com eles. Modos como macro, esportes, fogos e retratos servirão como base para que você use um pouco de tentativa e erro para aprender e desenvolver suas próprias técnicas.

O que você pode aprender das configurações automáticas? No modo esporte, as câmeras vão ajustar maiores velocidades de obturador para congelar movimento, enquanto a abertura é consideravelmente maior que no modo paisagem. Mas por que isso acontece? Lembre-se que quanto menor o número de f-stops, maior será a abertura e consequentemente mais luz será capturada. Como o obturador está capturando a imagem em uma velocidade muito grande, a luz tem pouco tempo para entrar, logo uma abertura maior compensará essa perda.

Se você está usando o modo esporte, mas o obturador ainda não é rápido o suficiente para congelar o momento, você tem a oportunidade perfeita de ajustar a sua câmera manualmente utilizando o que você aprendeu com a configuração de esportes. Comece repetindo as configurações, mas dessa vez aumente um pouco a velocidade do obturador. Com isso você pode ter que ajustar a abertura e o ISO para compensar a menor quantidade de luz que passa pelo obturador. Se quiser saber mais sobre abertura, veja nosso artigo sobre A Importância da Abertura na Fotografia Digital.

Estude as configurações automáticas e entenda o que cada configuração significa. Seguir as configurações automáticas vai aliviar a pressão de não saber por onde começar. Para acelerar e organizar o processo, crie metas de tirar uma determinada quantidade de fotografia por semana/mês e dedique-se a comprí-las.